Currículos Conselheiros

Leave a comment

Oséas Mafra Filho  (Secretário Geral) – Atual presidente da Fundação Catarinense de Cultura.

Acyr Osmar de Oliveira – Formado em Letras pela UFSC e Pós-Graduado em Língua e Literatura Portuguesa e Brasileira pela FURB. Professor de Português no Estado e Professor de Folclore e Artesanato e de Cultura Popular no Curso de Turismo e Hotelaria e do Curso Gestão de Lazer e Eventos  da UNIVALI. Diretor de Cultura da Prefeitura Municipal de Itajaí, Diretor do Museu Histórico de Itajaí, Diretor de Infraestrutura do Festival de Inverno, Superintendente da Fundação Itajaiense de Turismo, Coordenador Cultural da Marejada, Membro do Conselho Deliberativo do Núcleo de Estudos Açorianos e Diretor da Comissão Catarinense de Folclore.

Betina Adams – Arquiteta, Urbanista e Mestre em Geografia (UFSC). Trabalhou no setor de Patrimônio Histórico, Artístico e Natural (SEPHAN) do Instituto de Planejamento Urbano do Município de Florianópolis (IPUF), entre 1977 e 2016. Membro do ICOMOS (Comitê Internacional de Monumentos e Sítios), onde atua junto aos Comitês Científicos Internacionais de Cidades Históricas, Rotas Culturais e de Paisagens Culturais (do qual é vice-presidente para a América Latina e Caribe) e participa do Grupo Regional da América Latina e do Caribe. Através do ICOMOS é consultora da UNESCO, realizando, entre outros, Missões Internacionais a sítios de Patrimônio Mundial. Membro do IHGSC (Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina) e da ACCR (Associação Catarinense de Conservação e Restauro). Participou de Conselhos em âmbito federal (CNIC - 1997-2001/2006-2008), estadual (CEC- -2010-2013) e municipal. Recebeu as medalhas Cruz e Sousa (2009) e Antonieta de Barros (2016). Autora do livro Preservação Urbana: Gestão e Resgate de uma História.

Carlos Eduardo Mendes Paredes – É um dos mais premiados cineastas catarinenses, autor dos filmes “Desterro” e “Novembrada”. É jornalista e Bacharel em Direito pela UFSC. Através da Cinemateca Catarinense, participou da fundação da TV Cultura, do MIS  (do qual foi o primeiro diretor), do SINTRACINE e SANTACINE, sindicatos da categoria. Foi professor do Curso de Cinema e Vídeo da UNISUL e uma das principais lideranças da Frente em Defesa da Cultura Catarinense em 2005. Coordenou a TV Brasil em Santa Catarina. Participou da criação do FUNCINE, do Prêmio Catarinense de Cinema e do SEITEC. Em 2013 foi agraciado com a Comenda Prêmio Cruz e Souza, por sua contribuição à Cultura do Estado.

Carin Heloísa Hahn da Silva Machado – Coordenadora do Departamento de Eventos e Assuntos Comunitários da Fundação Franklin Cascaes durante 10 anos, Conselheira do Núcleo de Estudos Açorianos, Diretora Cultural e de Relações Internacionais da Casa dos Açores de SC.

Carlos Holbein Antunes de Menezes – Professor de química aposentado, escritor e produtor cultural.

Daiane Dordete Steckert Jacobs – Professora efetiva do curso de Licenciatura em Teatro da UDESC na área de Voz/Interpretação, e do Programa de Pós-graduação em Teatro da UDESC. Doutora e Mestra em Teatro pela UDESC e Bacharela em Artes Cênicas – Interpretação Teatral pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP-UNESPAR). Atriz, contadora de histórias, diretora, dramaturga, performer e poeta. Representante no CEC da FECATE – Federação Catarinense de Teatro.

Eugênio Pascele Lacerda – Antropólogo Social, com área de competência em cultura brasileira e teorias da cultura. Gestor Cultural, com carreira no serviço publico desde 1985. Analista de tendências em políticas culturais.

Ivan Zomer Beretta – É engenheiro de som e produtor musical, proprietário do estúdio Beretta e do selo fonográfico BWS. Responsável pela realização de produções, mixagens e masterizações de músicas com repercussão nacional e internacional, além de canções que foram incorporadas em novelas de grande impacto no cenário televisivo brasileiro e estrangeiro. Nascido em São Paulo, radicado em Florianópolis fez da capital catarinense o porto seguro de sua família e também dos seus negócios por pura paixão e sintonia.

Luiz Carlos Laus de Souza – Natural de Lages, onde iniciou seus estudos de música. Em Florianópolis, foi um dos fundadores do coral da Universidade Federal, Cantor do Estúdio Vozes, da Associação Coral de Florianópolis, onde fundou e regeu o Coro de Câmara da Entidade. Em Brasília, foi cantor e solista do Coral da UNB, do Coro Lírico do Teatro Nacional e do Coro Masculino de Brasília, tendo efetuado diversas apresentações em Festivais e Concursos no exterior. Retornando a Florianópolis, reingressou a Associação Coral de Florianópolis, da qual é Regente Titular desde 2010. Em 2012 exerceu a função de Coordenador do Núcleo de Apoio à elaboração do Plano Estadual de Cultura, nomeado pelo Ministério da Cultura, com a supervisão da Universidade Federal de Santa Catarina.

Luiz Fernando Spessatto – Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Oeste de Santa Catarina – UNOESC (1999). Foi acadêmico regular dos cursos de graduação em Rádio, TV e jornalismo da Unoesc. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Música. Possui formação em Teoria Musical e Percepção pelo Instituto de Música Carlos Wesley de Curitiba – PR . Piano, Teclado, Harmonia, Solfejo e Didática da Música pelo Conservatório Musical Concórdia (1999). Tem experiência como instrumentista atuando há mais de 25 anos em eventos, e como professor de Piano e Teclado desde 1995. Desde 2010 é diretor do departamento de Música e das oficinas de artes da SCAJHO, sociedade mantenedora do teatro Alfredo Sigwalt de Joaçaba. Como cantor e instrumentista obteve duas primeiras colocações no Festival Nacional da Música Italiana, categoria composição, realizado em Indaial (SC), nos respectivos anos de 2008-2009. Ainda como compositor tem entre suas obras oficializadas pelo governo federal, instituídas por ato público, o Hino do Programa Sentinela (2001) e o Hino de PETI (2002). Atualmente é mestrando em Etnomusicologia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e regente do coral da empresa Celulose Irani S.A.

Manoel Inácio Camilo Carreira – Professor de História da Arte, Curador, Crítico de Arte, Jornalista, Editor. Conselheiro da AJAP, Secretário da FAAPSC, Secretário do Instituto Chiesetta Alpina, 2º Secretário da ABNM – Famiglia Jaraguá do Sul. Pai e avô.

Marcelo Seixas – Bacharel em Artes Plásticas (CEART/UDESC) com Mestrado em Teoria e História da Arte (CEART/UDESC). Membro do Colegiado de Artes Visuais do Conselho Nacional de Politica Cultual – CNPC, Presidente da Associação de Arte Educadores de Santa Catarina – AAESC e do Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis – FUNCINE. Compõe a Comissão de Organização e Acompanhamento – COA do Premio Catarinense de Cinema (2015/2015 e 2016/2017) e a Comissão de Análise da Lei de Incentivo Cultural de Florianópolis – CAIC. Atuou  na Comissão Municipal de Arte Pública – COMAP, Comissão do Programa Municipal de Patrimônio Imaterial e Comitê Gestor do Fundo Municipal de Cultura de Florianópolis. Foi Conselheiro e Presidente do Conselho  Municipal de Politica Cultural de Florianópolis – CMPCF e Presidente da Associação Catarinense dos Artistas Plásticos – ACAP. Linhas de atuação artes visuais, arte publica, patrimônio, audiovisual, gestão cultural.

Nívea Maria da Silva - Gestora Cultural do Município de Bombinhas, Presidente do Conselho Estadual de Gestores de Cultura de SC.

Maristela Alves de Medeiros – Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília, e especialista em Gestão de Políticas Públicas de Cultura pela mesma Universidade. É analista de cultura no Departamento Regional do Sesc/SC e parecerista no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Cultura – Pronac/Minc.

Marcondes Marchetti – Nascido em Dona Ema, é advogado e foi vereador em Ibirama. Revitalizou  a Biblioteca Pública e implantou e dirigiu o Museu Eduardo de Lima e Silva Hoerhann, em Ibirama. Dirigiu o Departamento de Cultura do Estado na gestão Antonio Carlos Konder Reis. Realizou estudos para a criação da Fundação de Cultura no Estado. Na Chefia de Gabinete da Assembleia implantou a Assessoria Cultural e coordenação dos esforços editoriais que resultaram na obra Relatos de Viajantes Estrangeiros nos séculos XVIII a XX, na Ilha de Santa Catarina. Participou na implantação e na gestão da Fundação Cultural Prometheus Libertus em Florianópolis. Participou  como membro do Instituto Histórico e Geográfico de SC e da direção da Associação de apoio ao Museu Victor Meirelles.

Maxwell Sandeer Flor - Graduado em Educação Física Licenciatura e Bacharel pela UNESC – Universidade do Extremo Sul Catarinense (Criciúma/SC); Especialista em Dança e Consciência Corporal pela GAMA FILHO (Porto Alegre/RS); Especialista em MBA Gestão de Projetos pela UNESC – Universidade do Extremo Sul Catarinense (Criciúma/SC).  Coordenador e coreógrafo Cia de Dança Unesc 1999 a 2010; Produtor Cultural da Unesc desde 2011; Pioneiro da Danças Urbanas de Criciúma, desde 1994; Comissão organizadora dos seguintes eventos culturais: Unesc em Dança, Noite de Luz, Festival Dia Internacional da Dança, Festival Criciumense de Hip Hop, Quintas Culturais, Talento Musical, Encontros de Boi na Unesc e Duplo Balanço; Membro do COMCCRI – Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma – Gestão 2012/2013;Vice-presidente do COMCCRI – Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma – Gestão 2014/2015; Presidente do COMCCRI – Conselho Municipal de Políticas Culturais de Criciúma – Gestão 2016/2017; Presidente da ASDC – Associação Dança Criciúma, desde 2009; Brincador e colaborador do Boi de Mamão do Laranjinha, Boi de Mamão da AFASC e Boi de Mamão da Unesc, desde 2010; Presidente da APRODANÇA – Associação de Profissionais de Dança de Santa Catarina – Gestão 2017/2018; Membro do CEC – Conselho Estadual de Cultura de Santa Catarina – Gestão 2017/2018 e Presidente da Câmara de Artes Cênicas do CEC – Gestão 2017/2018.

Neyla Maria Baú Caramori – Licenciada em Música ; Especialista em Arte-Educação e Bacharel em Ciências Administrativas e Econômicas .

Pinheiro Neto – Escritor, jornalista e professor universitário. Vice Presidente da Academia Catarinense de Letras.

Silvia do Valle Pereira – Mestre em Engenharia de Produção e Master em Sustentabilidade Corporativa, com vasta experiência em consultorias para a indústria e em gestão de projetos sociais. Atua no SESI/ FIESC com Núcleo de Sustentabilidade, com ênfase em projetos de renúncia fiscal e inclusão da pessoa com deficiência na indústria.

Thiago Guimarães Costa – Bacharel, licenciado, mestre e doutor em química, graduando em administração pública. Químico/pesquisador de carreira da Fundação Catarinense de Cultura e coordenador do Ateliê de Conserevação-Restauração de Bens Culturais – Atecor.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>